7 de Setembro: dia de povo na rua!


 Manhã ensolarada de feriado na ilha de Vitória. Muitos aproveitam a ocasião para descansar, repor as energias gastas em longas jornadas de trabalho. Outros preferem curtir o dia com os amigos e familiares. O dia convida a uma prainha! Mas a data é especial: Independência do Brasil. É dia de botar roupa bonita, pentear os cabelos e amanhecer no centro de Vitória para abanar bandeirinhas do Brasil enquanto nossos heróis da pátria desfilam pelas ruas da cidade. Sabe-se lá por que, é momento de se orgulhar daqueles homens que caminham ali, enfileirados e protegidos por cercas que os separam da população. São nossos bravos militares, aplaudidos do alto do palaque especial pelos nossos governantes, e de longe por nós, povo.

 Só que em outro ponto da cidade, ali, verdadeiramente junto ao povo, um outro grupo a 18 anos resssignifica esse feriado de descanso, diversão e falso patriotismo. O bairro Jesus de Nazareth foi o local escolhido para o 18° Grito dos Excluídos. Na mesma manhã ensolarada, na mesma cidade ilha estavam lá presentes homens e mulheres de diversos grupos e organizações políticas. O que têm em comum? Não se satisfazem com uma independência que seja só politicamente formal. Sonham e lutam por um Brasil verdadeiramente livre, que sirva ao povo. E convidam esse mesmo povo para lutar junto pela soberania nacional.



 O Levante Popular da Juventude Capixaba participou compondo o eixo "grandes projetos", que denunciou os impactos e prejuízos trazidos pelos investimentos do capital em projetos econômicos no ES. Compuseram o Grito outros três eixos: "ética", "violência" e "direitos sociais". Todas os eixos espalharam irreverência e protesto pelas ruas de Vitória, em uma bonita manifestação encerrada no Tribunal de Justiça do ES.






Povo na rua, pra resistir e pra lutar!
Povo que avança, para o PODER POPULAR!

Comentários

Postagens mais visitadas